sexta-feira, 8 de julho de 2011


‎"A gente escreve o que ouve - nunca o que houve".
 
Oswald de Andrade

Um comentário:

  1. A gente ouve o que há e o que houve, repetidamente se for o caso.

    ResponderExcluir